Suinocultura

Conforto na suinocultura: conheça as soluções da Marangoni!

Escrito por Marcelo Raimundo

A carne suína é a mais consumida no mundo devido à sua versatilidade e ao seu baixo teor de gordura. No mercado internacional, o Brasil ocupa a quarta posição no ranking de exportação e mantém a comercialização com 70 países. E o maior propulsor desse sucesso é o investimento em conforto na suinocultura — prática essa que desencadeia uma série de atividades responsáveis pelo aumento da produtividade na fazenda.

A pequena queda nas vendas em 2017 não afetou a produção de carne suína, que aumentou em relação ao ano anterior e tem projeção de alta de 2% a 3% neste ano. Ainda assim, as expectativas nas exportações foram superadas — mesmo após a Operação Carne Fraca —, e a estimativa é o crescimento de 4% a 5% no volume exportado.

Esses dados só foram atingidos pelo rigor dos produtores em manter o status sanitário e a atualização em todas as etapas da cadeia de produção. Isso porque o estado em que os animais estão acondicionados garante que eles atinjam as metas de produtividade, sem sofrimento.

Frente as exigências do mercado, quais são as melhorias que o suinocultor deve projetar para impulsionar o seu negócio? Continue a leitura do nosso artigo e descubra como a Marangoni contribui para esse cenário de prosperidade!

Importância do conforto na suinocultura

Os porcos são seres capazes de experimentar emoções, sejam elas boas ou ruins. Portanto, trata-se de uma questão ética e moral assegurar que os abrigos mantenham a ambiência e que os tratadores lidem com os animais de maneira respeitosa. Os consumidores de hoje em dia procuram não só produtos de qualidade, mas valorizam também as suas origens e o modo como são gerenciados os criadouros.

Além disso, o bom funcionamento de uma fazenda está diretamente relacionado às práticas de manejo com os animais. Ao proporcionar um ambiente em que eles estejam livres de qualquer sensação de medo, dor, fome ou sede, que sejam desprovidos de lesões e injúrias e que tenham liberdade para expressar seu comportamento natural, os suínos conseguem atingir seus potenciais de produtividade.

Vejamos, então, algumas medidas que devem ser consideradas pelo produtor e que são de extrema importância para constituir o bem-estar dos suínos.

Conforto térmico

Muitos estudos comprovam que, quando expostos a situações de desconforto térmico, os porcos reagem negativamente, apresentando comportamentos críticos de inquietação e elevando a sua emissão de ruídos. Em um claro sinal de estresse, essas vocalizações atingiram cerca de 60 decibéis entre 24°C e 30°C, enquanto no intervalo de conforto térmico (21°C a 24°C) não foram ultrapassados os 55 decibéis.

Além do aumento da emissão sonora, os suínos podem começar a morder as grades de contenção (causando lesões na boca que são portas de entrada para outras doenças), reagir agressivamente e pisotear uns aos outros. Simultaneamente aos danos físicos, o metabolismo dos animais é alterado, altos níveis de hormônio cortisol são liberados e uma reação em cadeia tem início, alterando a qualidade da carne.

Desse modo, fica óbvia a importância da manutenção da temperatura ideal em cada etapa de vida dos animais. Os veterinários e gestores da fazenda devem analisar o comportamento dos animais com seriedade para evitar prejuízos ao negócio.

Conforto sonoro

Assim como às alterações de temperatura, os porcos são animais muito sensíveis também aos estímulos sonoros. E um dos desafios do suinocultor é manter a climatização adequada nos galpões sem que os animais sejam afetados pelos ruídos dos ventiladores. Da mesma maneira que o calor excessivo, o estresse gerado pela poluição sonora desencadeia os mesmos comportamentos e processos metabólicos nos animais.

Medidas sanitárias

Outro ponto importante para estabelecer a ambiência é a higiene das salas de confinamento. Medidas de profilaxia são fundamentais para diminuir os riscos de contração de doenças, infecção e contágio. As monitorias de saneamento previnem enfermidades e controlam eventuais moléstias a que os animais estão sujeitos.

Além de manter em dia a vacinação dos porcos, é necessário investir na infraestrutura dos galpões. Manter o ambiente limpo e, principalmente, seco é primordial para o conforto na suinocultura. O escoamento de água após as práticas de desinfecção é essencial, uma vez que a umidade é fonte de contaminação.

Importância de escolher bons equipamentos

Quando se pensa em investir no agronegócio, é preciso fazer o balanço entre o custo e o benefício das aplicações. Pois, como mencionado acima, instalar equipamentos que satisfaçam uma finalidade, mas deixam a desejar em outras questões (tão importantes quanto o propósito original), implica em baixa produtividade, queda na qualidade do produto e gastos demasiados ao produtor.

Ventiladores

Os ventiladores da Marangoni são desenvolvidos em laboratórios próprios, por meio de intensas pesquisas, e são projetados para se adequarem às necessidades que o empreendedor tem em sua fazenda. Estáveis, silenciosos e robustos, sua vazão de ar proporciona um ambiente favorável nos criadouros para o bom desempenho dos animais. Além da baixa exigência de manutenção, a eficiência energética é um ponto forte, garantindo economia ao negócio.

Canaletas de drenagem

O escoamento da água nos abrigos se dá por meio da instalação de grades de piso. Essas canaletas de drenagem precisam ter uma textura ideal, pois, se muito ásperas, danificam o casco dos suínos e, se muito lisas, dificultam a mobilidade dos animais (levantar e deitar). A Marangoni-Meiser oferece ao produtor vários tipos de canaletas— que podem, também, serem fabricadas de acordo com a demanda da fazenda.

Qualquer armação de metal que esteja em contato constante com água ou umidade estará, inevitavelmente, fadada a corrosão. Para contornar essa questão, todas as grades de piso metálicas passam pelo processo de galvanização — tratamento que impede a oxidação das peças de aço. Esse processo confere uma maior durabilidade da estrutura, além de ter melhor custo-benefício.

A Marangoni conhece as adversidades que o suinocultor brasileiro enfrenta e trabalha ao lado do empreendedor para solucionar essas questões há mais de 70 anos. Visando sempre a satisfação e o lucro do produtor, sabemos que as boas práticas de conforto animal estão interligadas com a tecnologia moderna sem esquecer os valores de sustentabilidade.

Nosso artigo foi esclarecedor quanto às soluções que a Marangoni oferece para garantir o conforto na suinocultura? Outras dúvidas surgiram ou gostaria de saber mais informações sobre nossos equipamentos? Entre em contato conosco! Teremos satisfação em atendê-lo.

Deixar comentário.

Share This